Abinee revê crescimento do setor para 2010


A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) anunciou hoje que o faturamento do setor aumentou 18% no primeiro semestre deste ano, na comparação com igual período do ano passado. Com o bom desempenho nos primeiros seis meses do ano, a associação reviu a estimativa de crescimento para 2010 para 14% (anteriormente a previsão era de 12%). Assim, a expectativa da associação é de que a indústria eletroeletrônica fature R$ 128 bilhões este ano. Em dólares, a estimativa é de faturamento de 71,6 bilhões, um aumento de 28% em relação ao ano de 2009.

O desempenho do setor se deve ao mercado interno e, principalmente, aos negócios nas áreas de componentes eletrônicos, geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e de utilidades domésticas. Na indústria de telecomunicações, as previsões são de um desempenho abaixo da média dos demais segmentos associados da Abinee (clique aqui para ver os dados de telecom).

Para o ano, a Abinee prevê que as exportações se mantenham no mesmo nível de 2009, US$ 75 bilhões; no entanto, projeta aumento de 40% nas importações, para US$ 35 bilhões. Concretizadas as projeções, o déficit na balança comercial será de US$ 27,5 bilhões, 57% maior que o déficit registrado em 2009.

O número de empregados na indústria elétrica e eletrônica também deve crescer 8%, para 173 mil ai final do ano.

Números no semestre

No primeiro semestre de 2010, as importações do setor aumentaram 50%, para US$ 15,7 bilhões. Entre os produtos mais importados, semicondutores continuam liderando, com um volume de US$ 2 bilhões, crescimento de 56% sobre igual período do ano passado.

A previsão da Abinee para o mercado de PCs é de 14 milhões de unidades no ano. No primeiro semestre foram vendidos 6,2 milhões de equipamentos, entre desktops e notebooks. (Da redação)

Anterior Novas metas, com demanda ilimitada de banda larga, serão votadas nesta quinta pela Anatel.
Próximos EBC faz seleção de micro-metragem em animação