Abinee foca na essência da lei de informática e Brasscom visa derrubar a MP 774


shutterstock_ WH CHOW_industria

O Associação da Indústria Eletro-Eletrônica (Abinee) deverá entregar em breve ao governo a primeira proposta alternativa à lei de informática, com o foco na questão tributária, informou hoje, 11, o presidente da entidade Humberto Barbato, durante a audiência pública na Câmara dos Deputados. Para a associação, o questionamento da OMC (Organização Mundial do Comércio – ou WTO, sigla em inglês) à política industrial brasileira refere-se apenas à forma e não à essência, que deve ser preservada. “Seria um erro estratégico se o Brasil abrisse mão de uma política industrial como a Lei de Informática”, disse.

Já para o presidente da Brasscom, Sérgio Paulo Gallindo, o Brasil precisa também resolver problemas mais urgentes, como derrubar a Medida Provisória que reonerou a folha de pagamento da indústria de software.

“Com essa reoneração, o setor de software e serviços irá perder 83 mil empregos nos próximos três anos e irá arrecadar R$ 1,1 bilhão a menos”, alertou. Mantida essa Medida Provisória, o setor irá crescer 2% ao ano, enquanto durante o período em que teve o benefício fiscal da desoneração da folha de salário ele cresceu 12% ao ano e a massa salarial cresceu 2,3% acima da inflação.

Anterior MCTIC pretende preservar os ativos conquistados com a Lei de Informática
Próximos Anatel adia mais uma vez mudanças no PGO