Abinee pede mais prazo para analisar norma sobre certificação de baterias


A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) enviou ontem carta à Anatel na qual pede uma prorrogação da consulta pública 733, que propõe normas para certiticar as baterias de lítio usadas nos telefones celulares. O prazo para envio de contribuições à consulta termina no dia 3 de outubro, mas a associação quer mais 30 …

A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) enviou ontem carta à Anatel na qual pede uma prorrogação da consulta pública 733, que propõe normas para certiticar as baterias de lítio usadas nos telefones celulares. O prazo para envio de contribuições à consulta termina no dia 3 de outubro, mas a associação quer mais 30 dias. A entidade argumenta que as regras apresentadas pela agência são tecnicamente complexas e precisar ser analisadas pelos fabricantes não só em suas bases aqui no Brasil, mas também com as matrizes das empresas no exterior, o que demandaria mais tempo. De acordo com a Abinee, as decisões das empresas para atender as exigências da Anatel não podem ser tomadas rapidamente. Ainda não há uma decisão da agência sobre o pedido. A norma para certitficação de baterias foi colocada em consulta pública no início deste mês e, segundo a Anatel, fará com que os fabricantes atendam requisitos relativos ao desempenho elétrico, à segurança e à facilitação da identificação das baterias pelo usuário. Também traz orientações sobre o tratamento das baterias depois de encerrada sua vida útil.

Anterior TCU identifica falhas em edital de satélites, mas autoriza Anatel a seguir com licitação.
Próximos Brasileiro preside unidade América Latina/Norte da Ericsson