Abinee afirma que número de reclamações sobre celulares caiu em 2010


A Abinee (Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica) divulgou nota nesta quinta-feira (28) esclarecendo que o número de reclamações aos Procons sobre celulares em 2010 caiu em relação aos anos anteriores, e que essa queda é ainda mais significativa porque é inversamente proporcional ao crescimento da base de assinantes no período.

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) publicou na última quarta-feira dados do Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas, em que o setor de celulares apareceu em primeiro lugar em volume de reclamações. Representa 17,6% do total de reclamações de consumidores apresentadas aos Procons no ano. As fabricantes de aparelhos estavam entre as mais reclamadas.

De acordo com a Abinee, as reclamações sobre celulares caíram 17% na comparação com 2009, e 35,2% em relação a 2008, de 35 mil para 22 mil. Já a base de usuários de telefonia móvel do país cresceu 35,3%, de 150 milhões em 2008 para 203 milhões em 2010.

Para a associação, o DPDC falhou ao não apresentar a série histórica da pesquisa ao público. “Lamento que as informações sejam parciais e os consumidores sejam privados dos dados completos”, afirmou o presidente da Abinee, Humberto Barbato. (Da redação)

Anterior Lucro da Atento sobe 52% no segundo trimestre de 2011
Próximos Concessionárias estranham posição de institutos de consumidor contra abertura da TV a cabo