3GPP conclui processo de padronização de LTE em 450 MHz


O 3GPP, fórum internacional que estabelece padrões industriais para a telefonia e a banda larga móvel, concluiu a padronização da prestação de serviço de banda larga móvel LTE na faixa de 450 MHz. A frequência de 450 MHz será usada, no Brasil, para prestação de banda larga móvel em áreas rurais e o governo vem trabalhando para que as operadoras utilizem a frequência com a tecnologia LTE, algo único no mundo, por isso a necessidade de padronização.

Em comunicado, o secretário de Telecomunicações do MiniCom, Maximiliano Martinhão, afirmou que a uniformização era muito aguardada pelo governo brasileiro e pelas empresas do setor de telecom, já que é necessária para embasar o modelo industrial dos equipamentos que compõem a rede de acesso, como antenas, dispositivos de radiofrequência, estação-base compacta, terminais LTE com interface para redes wifi e sistema de gerenciamento de rede.

Para Hélio Graciosa, presidente do CPqD, uma das empresa que se envolveram no processo de padronização, a conclusão do trabalho do 3GPP é importante porque “abre caminho para o atendimento das áreas rurais e suburbanas com serviços de banda larga utilizando tecnologia celular de quarta geração, o que certamente contribuirá para o desenvolvimento econômico e social dessas regiões do país – e, no futuro, de vários outros países com necessidades semelhantes”. 
 

Com a padronização, os fornecedores de tecnologia já podem avançar em projeto concretos de soluções que atendam a redes LTE em 450 MHz. “A Qualcomm, após a conclusão do processo, deverá continuar os esforços para disponibilizar chips com a tecnologia de LTE 450 para serem usados em dispositivos smartphones e tablets fabricados pela indústria do setor”, declarou Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para America Latina. (Da redação)

Anterior Claro passa a cobrar diária de roaming internacional de dados
Próximos Conselho da Telebras nomeia novo presidente