3G: Grande São Paulo e estados do Norte rendem R$ 759,3 milhões


A venda das freqüências de terceira geração da telefonia móvel (3G) para a região metropolitana de São Paulo e os estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima, na região Norte do país, renderam R$ 759,3 milhões no total. O ágio médio nas aquisições foi de 52,9%. A Anatel esperava arrecadar com estes lotes, de …

A venda das freqüências de terceira geração da telefonia móvel (3G) para a região metropolitana de São Paulo e os estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima, na região Norte do país, renderam R$ 759,3 milhões no total. O ágio médio nas aquisições foi de 52,9%. A Anatel esperava arrecadar com estes lotes, de acordo com os preços mínimos propostos, R$ 503,1 milhões e considerava um ágio médio de 20% nas transações. A TIM foi a operadora que pagou mais caro, adquirindo a banda F por R$ 225 milhões, com ágio de 34%, e a Vivo foi a que pagou menos pela banda J, R$ 168,7 milhões. (Da Redação)

Anterior Vivo adquire banda J para o interior de São Paulo e estados do NE
Próximos Claro leva maior banda do interior de SP e NE