3Com cresce 19% no primeiro semestre fiscal de 2009


A 3Com do Brasil fechou o primeiro semestre fiscal de 2009 (de junho a novembro deste ano) com um crescimento de 19% na comparação com o mesmo período do ano fiscal anterior. O resultado foi especialmente celebrado pelo presidente da empresa no país, Adriano Gaudencio, por ter vindo em seguida ao registro de 58% de …

A 3Com do Brasil fechou o primeiro semestre fiscal de 2009 (de junho a novembro deste ano) com um crescimento de 19% na comparação com o mesmo período do ano fiscal anterior. O resultado foi especialmente celebrado pelo presidente da empresa no país, Adriano Gaudencio, por ter vindo em seguida ao registro de 58% de aumento no faturamento no ano fiscal de 2008. “Nossa cota enviada dos Estados Unidos foi batida e com um percentual a mais”, comemorou. Além deste anúncio, feito em coletiva de imprensa, hoje, em São Paulo, também foram divulgados os planos de trazer novos produtos ao mercado nacional até o primeiro semestre do próximo ano.

Para contornar os efeitos da crise mundial, já que os equipamentos vendidos aqui são importados, a empresa estabeleceu uma banda para fixar o valor do dólar, definida a cada semana, que serviu como referência para o preço dos produtos comercializados nos meses de outubro e novembro. “O problema da crise no Brasil é a flutuação do dólar”, comentou Gaudencio. Sem a variação da moeda americana, ele considera que o desempenho da empresa poderia ter sido melhor.

De acordo com Gaudencio, de junho até agora, a 3Com aumentou em 14% o número de integradores certificados, totalizando 51 canais. Há também outros 11 novos integradores da divisão TippingPoint. A prioridade para 2009 é aumentar a participação em grandes canais de abrangência nacional. “O mercado de operadoras é muito concentrado em termos de branding. Nós vemos esse nicho e nos posicionamos como uma marca premium de baixo custo”, afirmou Gaudencio.

Novos produtos

As novas linhas de produtos da empresa estarão nas áreas de IP video surveillance (iVS) – ou vídeo de vigilância IP -, firewall de alta performance, intelligent management center (iMC), soluções para data center e metro Ethernet, soluções de aceleração de WAN e soluções de contact center. Também será ampliada a linha de multi-service routers (MSR), com suporte para tecnologia 3G.

Os produtos devem estar prontos para comercialização a partir do primeiro trimestre de 2009. No caso do iVS, as soluções são em plataforma aberta e serão feitas parcerias com fabricantes nacionais de aplicações.

Anterior Para Intel, há espaço tanto para 3G quanto para WiMAX.
Próximos TV paga já tem mais de 6 milhões de clientes