2G ainda concentra a maioria das conexões móveis do mundo


gsma-mobile-economy-2017A GSMA, associação que reúne as operadoras móveis de todo o mundo, divulgou durante o MWC 2017 dados sobre o tamanho do setor e sua importância para a economia mundial. Conforme a entidade, existem no mundo 7,88 bilhões de acessos de telefonia móvel, enquanto a população total é de pouco menos de 7,5 bilhões de pessoas. O motivo para isso é a quantidade de gente com mais de uma conexão móvel. Este dado não contabiliza os acessos M2M.

Até 2020, a quantidade de conexões vai crescer para 9,7 bilhões, uma alta de 23,3%. Em termos de assinantes, são 4,8 bilhões de pessoas hoje, com previsão de 5,69 bilhões em 2020. Significa que a penetração do celular é de 65%, e atingirá 73% nos próximos três anos.

Os dados da associação mostram que o 2G ainda é a principal tecnologia móvel do planeta. É usada em 45% dos acessos no mundo. Já o 3G é usado por 32%, e o 4G, por 23%. Esses números, obviamente, vão mudar. Em 2020, O 2G representará 27% das conexões, o 3G continuará a ter participação de 32%, mas o 4G vai dar um salto, e responder por 41%.

Outro dado importante diz respeito aos resultados das operadoras. Juntas, as teles faturaram US$ 1,05 trilhão em 2016. Valor que vai crescer para US$ 1,13 trilhão em 2020. O Capex, por sua vez, vai cair dos US$ 184 bilhões registrado ano passado, para US$ 171 bilhões.

A GSMA calcula, ainda, que o setor tenha gerado US$ 3,22 trilhões para o PIB mundial. O dado mais recente do Banco Mundial é de 2015, quando o PIB do mundo foi de US$ 74,1 trilhões. Para 2020, o crescimento da importância do setor será de 29%, para US$ 4,16 trilhões. Os dados fazem parte do estudo “The Mobile Economy 2017”.

Anterior A 5G ganha forma em Barcelona
Próximos Uso de satélite reduziu gastos de companhias aéreas